segunda-feira, 5 de abril de 2010

Jocasta

A Mulher Ideal



Ontem eu tava vendo um filme do Selton Melo, A mulher Invisível.
Selton Melo com o mesmo jeitinho que me lembra sempre aquela novela em que ele era apaixonado pela grampola.
Ele é bom ator e tal, mas pra mim, os personagens dele teem sempre um quê de Emanoel, o maluquinho que gosta da grampola.
Luana Piovanni é o de sempre, faz bem o papel de gostosona, porque afinal de contas ela é gostosona, e só. Tá sempre com aquela cara de bunda. Luana feliz: cara de bunda. assustada: cara de bunda. Triste: cara de bunda, enfim.
O filme é legal, não tem grandes pretensões, diverte. Depois eu fiquei pensando...
A mulher ideal pro cara faz faxina na casa dele, faz comida pra ele, faz drink pra ele, dá comidinha na boca dele, e tá sempre esperendo por ele em casa. Todas essas ações a mulher ideal faz devidamente paramentada com uma lingerie (mais conhecida como sutiã e calcinha) de parar o trânsito.
Resumo: A mulher ideal é a mãe sem aquela coisa toda de incesto, complexo de Édipo e etc.

Nenhum comentário:

 
Web Statistics