sábado, 29 de janeiro de 2011

Tia Paula, não se váááááá... (E uma musiquinha pra me animar!)

No meio do drama todo da primeira vez de Cecília na escolinha, surgiu um acalento pro meu coração: A Tia Paula.
Extremamente doce, gentil, de fala mansa, que exalava carinho pelas crianças e dedicação pela carreira (muitas vezes subestimada e desvalorizada) de professora de educação infantil.
Toda a angústia que eu sentia ao retirar a minha florzinha do seio da família e entregá-la ao mundo feroz (dramática, eu?) foi amenizada ao descobrir que ela estaria sob os cuidados daquela figura que me transmitia tanta confiança.
E tudo o que eu esperava se concretizou. Cecília caiu de chamegos pela "Tia Paua" - Assim mesmo, sem o L. rs!- Houve até um episódio em que eu cheguei a sentir um ciumezinho lembram? Tá bem
aqui .
Pois bem, o ano passou e me veio a ótima notícia: No próximo ano Cecília não passaria de série porque ainda é muito pequetita, continuaria com a Tia Paula, no maternal II.
Nas férias foi um tal de Tia Paula pra cá, Tia Paula Pra lá, falamos muito nela pra que Cecília não desacostumasse. Hoje vou à escola entregar os materias e recebo a nóticia de que a Tia Paula recebeu uma proposta de emprego muito melhor e foi-se embora.
Arrasei.


Um minuto de silêncio.


Após me indignar por um minuto com a ambição da humanidade e logo cair em mim de que vai ser ótimo uma profissional tão boa ganhar mais pelo seu trabalho, cheguei em casa tentando convencer Cecília de que ela não está com saudade da tia Paula e sim da Tia Sônia (A Substituta - assim mesmo, bem emblemático, tô arrasada, compreendam)

Por mim seria Tia Paula até a Universidade. Pronto falei. rs!

A música eu ouvi esses dias e me apaixonei pela simplicidade.
"Sou uma criança não entendo nada" do Tremendão Erasmo Carlos. (Só eu acho que Erasmo tem muito mais borogodó que Roberto?)
Nesse clipe Arnaldo Antunes divide com ele essa delicinha com vibe Jovem Guarda.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

O que você procura no google?


Eu morro de rir com os "termos da pesquisa" das pessoas que chegam aqui no blog através do google! Sente o naipe:

"relaxa que eu to vivendo" - Que bom né? Creio que se tivesse morrendo não estaria pesquisando no google!

"porque eu sou marxista" - Fico pensando se esta pessoa é discípulo de Marx ou escreveu machista errado...

"astarpelas" - Seja lá o que isso for, acho que não encontrou por aqui...

"caminhão assombrado 2" - Deve ser um filme de terror, e tipo, já teve a té o 1!

"casamento luciana mattos 12 de junho de 2010" - Deve ter acontecido um babado fortíssimo nesse casamento, porque o que as pessoas procuram notícias sobre ele!

"coloca bolacha na boca e cospe engorda" - Gente, mas o que é isso? Se eu entendi bem, a pessoa quer colocar a bolacha (biscoito?) na boca e jogar fora pra não engordar. É isso Lombardi?

"como cantar parabens pra vc nesta data querida?" - Ó é assim: Parabééééns pra vocêêê, nesta daaaaata queriiiiiida...

"como se escreve ainda te amo muito meu amor,é com você que eu quero tomar sorvete na chuva em inglês?" - Não seria melhor usar um tradutor? E como assim tomar sorvete na chuva?

"clipe de bebe que sao engracados que comem meleca" - Gente, bebês que comem meleca não são engraçados. Fato.

"cortar a unha do marido" - Manda ele ir na manicure gata.
"cortar unha do pé namorada" - Cada um com seus fetiches, né mesmo?
"estou fazendo dieta posso comer a bolacha da vaquinha?" - Hum hum, só pode comer brócolis.

"eu faço reg no meu ape meu vizinho fica suspirando" - Eu não sei o que é reg, nunca fiz (acho) e muito menos contei no blog!

"fale olhando para a pessoa para anular mau olhado" - Opa, bom saber!

"fotos da barbie verdadeira quando era jovem" - E Barbie envelhece?

"marido sem tesão por esposa gestante" Super compreendo.
"minha filha gosta de mostrar a calcinha" - Dá um jeito nessa desavergonhada!

"o que eu responde se alguem me perguntar se eu ja chupei bala halls ?" - Se bala halls hoje em dia não for codinome de alguma droga viciante diga que sim, caso você seja um ET e nunca tenha chupado uma bala halls diga que não.

"poemas meu maior sonho(é ser policial)" - Deve ser um poema muito... poético!

"por que voce quis ser professora?" - Para dominar o mundo. Uáhahahahá

"rock do coelhinho" - Deve ser hardcore.

"sera que a quina e uma mulher ideal para banhar" - Fale-me mais sobre isso...

"ta dificil ser professor de historia" - Também acho.

"vai se preocupar com sua vida pois ela sim ta correndo risco idiota" - Meda.

"Vou à psicologa vou ao médico ou ao curandeiro" - Vá ao curandeiro.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Me faltam palavras...

Mais uma tragédia no meu Rio de Janeiro.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Que mané Dilma!


A minha Presidenta é Patrícião Amorim que toda trabalhada no garbo, na elegância e na negociação futebolístico milionária que tanto que me envergonha num país cheio de gente necessitada, trouxe RRRRRRRRRRRRRRRRRonaldinho Gaúcho para o meu amado Mengão!


RRRRRRRRRonaldinho vai sambar e bater pagode? Vai. Vai usar de todo o seu charme e beleza pra "pegá mulé"? Vai. Vai faltar treino e dizer que a vó caiu da lage de madrugada? Vai. Mas que faça gols, muitos gols e acalme o aflito coração da nação que tanto sofreu em 2010.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Se a Psicóloga tá surtada...

Imagina eu!



Uma notícia que vinha prendendo muito a minha atenção desde o último domingo era o desaparecimento de uma psicóloga aqui no Rio. Estava pensando muito nisso e acho que tamanho interesse tem dois motivos: Primeiro porque o desaparecimento havia se dado em um lugar muito familiar pra mim, o bairro do Jardim Botânico onde eu trabalhei por 4 anos, segundo porque desaparecimentos me dão um nó na garganta.

Posso estar exagerando pela falta da experiência, mas eu sinto que um ente querido desaparecer deva ser pior que receber a notícia da sua morte. Você não saber se uma pessoa querida está sendo torturada, maltratada, violentada, a falta de paradeiro, de informações, é a pior angústia que alguém pode sentir. Principalmente casos como o da Priscila Belfort a irmã do Lutador, ou da engenheira Patrícia, jovens, bonitas, bem nascidas e bem criadas, em que investigação nenhuma se conclui, corpo nenhum é encontrado. E esses são apenas dois casos que tiveram destaque na mídia aqui do Rio, muitos outros casos estão aí, à espera de solução, e sequer veem a público. É inimaginável a dor de uma mãe que vai até o quarto de seu filho e vê a cama vazia sem saber o que aconteceu, como e porque desapareceu. Pior, sem saber onde e como está naquele momento.

Eu estava angustiada, com o desaparecimento da psicóloga, a mãe dizendo que só sabia rezar e chorar que é o que ela, já uma senhora de certa idade, podia fazer.

Mais eis que na tarde de hoje encontraram a pobre moça, na garagem do próprio prédio, encolhida no porta malas de um carro. Visivelmente desequilibrada e debilitada.

A primeira conclusão da delegada é a de que ela, em um momento de surto, se escondera propositadamente, quem sabe até em diversos locais do próprio prédio. Gente, uma psicóloga! Que trata da saude mental das pessoas! É no mínimo estranho.

Mas enfim, eu senti uma felicidade tão grande por saber que aquela mãe vai poder abraçar a sua filha novamente, cobrí-la se estiver frio, dar-lhe um beijo de boa noite, que me escorreram lágrimas pelo rosto.

Pensando no mínimo que eu posso fazer, vou tentar colocar o banner da Fia com retratos de crianças desaparecidas aqui no blog, e você caro amigo blogueiro, se puder fazer o mesmo pode estar ajudando a acalmar um coração aflito, em algum canto desse Brasilzão.

Update:

Não achei o banner no site da Fia, que é onde teria atualizado.

Mandei um e-mail solicitando-o, se me mandarem vocês copiam daqui!


 
Web Statistics