quinta-feira, 21 de abril de 2011

Toma Lá Dá Cá Perde.



Um Prédio Muito Louco.

Parece título de Sessão da Tarde, mas é a única descrição que faz jus ao manicômio disfarçado de condomínio em que eu vivo. Vamos começar pelo porteiro, que aqui eu vou chamar de Z, para preservar sua identidade

(Pausa pra fazer um ar de jornalista investigativa).

Seu Z é um senhor franzino, de fala mansa e pausada, mas não se enganem! Seu Z é maldoso, tendencioso, fofoqueiro e se acha o dono do prédio, do mundo, da galáxia. Seu Z é o Big Brother do meu prédio.
Agora vem a melhor parte, os vizinhos.
Vou começar pelo pai do cachorro:

É assim, o cara tem um cachorro, até aí tudo bem. Que tem nome de gente. Até aí tudo ótimo. Eu passo e o cara fala: -Dá licença pra tia passar Marcos*!(tipo, a tia do cachorro sou eu) -Olha a amiguinha Marcos*!(Tipo, Cecília é a amiguinha do Marcos*). Nada contra a pessoa amar o cachorro, cachorros são ótimos, merecem ser amados. Mas o cara entrou numas de que o "filho" é gente, no nível maluquice mesmo.
*Marcos é um nome fictício para preservar a identidade do cãozinho.(Jornalista investigativona)
Tem os velhinhos, um senhor e uma senhora. Simpáticos, agradáveis e aparentam ter uns oitenta anos cada um. Tinhamos uma relação ótima até que um belo dia eu entro e vejo a velhinha sozinha. Pra fazer uma social pergunto: -E o seu marido, está bem? A velhinha me olha com cara de ódio e responde: -Não é meu marido, é meu pai.

(Pausa pra eu morrer de vergonha)

Nossa relação nunca mais foi a mesma...
Tem a maldição do 303, que é o apartamento ao lado do meu. Neste apartamento há uma rotatividade maior que Motel e só moram casais jovens, barraqueiros, que gostam de ouvir música do Belo no último volume e cujo marido é sempre flamenguista fanático (pelo menos isso pra salvar). Sério, esses devem ser requisitos contratuais, não é possível tanta coincidência.

Tem uma mulher que discute com fantasma. Sério. Tu ouve a mulher gritar, gritar mesmo: - Eu vô embooooooooora dessa caaaaaaaaasa. -Cadê meu dinheeeeeeeeeeiro?????? -O que você fez com a minha viiiiiiiida?????
E-só-se-ouve-a-voz-dela. Mas é uma coisa tão desesperadora que eu fico rezando pra mulher não se jogar pela janela. Tenso.
Tem a síndica que não mora no prédio e é "representada" pela mãe dela, uma senhora engraçadérrima que só vive jogando no bicho. (Isso quer dizer todo o poder nas mãos do seu Z, o que não é nada bom).

Tem outra coisa aqui que é péssima: Os moradores proprietários odeiam crianças.Tem dois meninos aqui coitados, que só podem brincar na rua, porque para as crianças é proibido correr, pular, jogar bola, falar alto, ficar perto dos carros, enfim, se puderem não respirar, melhor ainda. Toda a população de crianças do condomínio são esses dois meninos e Cecília. Que tá cada vez mais atentada e bagunceira. Acho que eu devo procurar outro lugar pra morar. Tenso.
Agora o clímax do que é o meu prédio eu deixei pro final.Um dos moradores queria sair. A chave dele não abria a porta. O cara pegou um vaso de cerâmica de uns dois metros que tinha aqui no hall e jogou contra a porta de vidro estilhaçando-a. Isso 5 da manhã. Barulhão enorme, marido querendo ir ver o que era (forte, lindo, viril) e eu de-ses-pe-ra-da:


-Amoooooor não vaaaaaai! Eu tô muito nova pra ficar viúúúúúvaaaaa. Enfim.Devo procurar outro lugar pra morar?

6 comentários:

www.agoraumpoucodetudo.blogspot.com disse...

kkkk, tô morrendo de rir aqui. Que louco atirar um vaso no vidro! Mas o melhor foi "não é meu marido, é meu pai" kkkkkk. Já passei por isso amiga, sei como é dar esses foras. Bjs e fica fria no seu prédio-manicômio.

Juliana disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

morri de rir! Morri!

Gente, pai do cachorro é demais pra mim. chamar a Cecília de amiguinha do cachorro? kkkkkkkkkkkkk


Medo desse prédio.

ó, eu gosto do Belo, tá? =p

Juliana disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

morri de rir! Morri!

Gente, pai do cachorro é demais pra mim. chamar a Cecília de amiguinha do cachorro? kkkkkkkkkkkkk


Medo desse prédio.

ó, eu gosto do Belo, tá? =p

Uma mãe em apuros! disse...

Se quiser peço para o meu corretor entrar em contato.

Júuh . disse...

ri demais com esse teu post viu Lu?!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mas é até bom morar num prédio desse, é bom que não cai na monotonia! cada dia uma coisa diferente! hauhauahuha

Beeeijo e tenha uma linda semana flor

Anônimo disse...

Lú seu blog é ótimo.
Não tenho certeza que se mudar seria a solução. Não há como fugir dos vizinhos a não ser que a fortuna bata a nossa porta... mas seu blog é ótimo..
Bjs.
Érika

 
Web Statistics