segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Assim caminha a humanidade (Pro buraco)



Esses dias quase enfartei de indignação ao ler mensagens xenófobas de pessoas responsabilizando o Nordeste pela vitória da Dilma. Preconceito levado às raias da loucura. Desejou-se que matassem nordestinos afogados, chamaram-nos de preguiçosos, retrógrados, mortos de fome e mais uma infinidade de injúrias que me falta coragem de registrar aqui.
Sabe tristeza? Mas tristeza mesmo, aquela que se abate sobre o seu peito e faz parecer que está tudo cinza, nublado, frio? Pois foi isso que eu senti quando me deparei com as coisas que li.
É engraçado ver ir por água abaixo o discursinho de "Mas o Brasil não é racista", como disse Ali Kamel representante da alta cúpula do jornalismo da tv globo (óbvio) neste seu livrinho sem vergonha. Um discurso fajuto, propagado por quem tem interesse em manter a política de inércia das classes sociais brasileiras. Um povinho que fica arrancando os cabelos quando se vê diante de um negro em uma universidade, ou quando descobre que o seu vizinho não tem o sangue azul da "aristocracia"(Ha-Ha-Ha) brasileira.
Afinal de contas, pobre é pobre, rico é rico e que fique bem claro que cada um deve ficar no seu quadrado.
Quando surge alguma possibilidade de mobilidade social, o que se vê é entrar em cena a verborragia dos donos do Brasil, tentando alucinadamente reverter o quadro de [Brasil que cresce pra todos].
Falas raivosas, impregnadas de um racismo disfarçado, irônico, como no caso das cotas raciais eu já estava acostumada a ouvir, mas o que se viu agora foi cair a máscara. Ninguém disfarçou nada, bradou-se pra quem quisesse ouvir as mais caluniosas infâmias contra um povo, e mais, escreveu-se, publicou-se e tornou-se público o que se tenta manter debaixo do pano: O Brasil está infestado de gente que o quer repartir, cercar e vender. Estes sim, retrógrados, feudalistas, com suas reminiscências medievais.

Um comentário:

Páginas Da Minha Vida disse...

O Brasil é uma vergonha! os próprios brasileiros que deveriam estar protegendo a Amazônia, estão vendendo.Os próprios índios...eu achava que índio não entendia nada de dinheiro,mas outro dia vi um documentário, não só entendem como negociam pedaços de terra para estrangeiros :O um absurdo!

racismo, homossexualismo, xenofobia...O brasil é um país de mistura, não tem o porquê de ser assim.é algo que não dá para entender...

bjs

 
Web Statistics