quarta-feira, 26 de maio de 2010

A Hora do Pesadelo



Sempre fui de sonhar muito (dormindo e acordada, hehehe),sonhos maluquérrimos, pessoas nada a ver casando entre si... Sonho com lugares que eu nunca fui e depois de um tempo, às vezes anos, eu vou pela primeira vez a um determinado local e adivinha! Eu já conhecia, do sonho! Sério!
Alguns sonhos teem até continuação, às vezes eu acordo, levanto, bebo água, volto a dormir e continuo sonhando, mas já aconteceu até de continuar um sonho dias depois de tê-lo sonhado! Pode?
Pesadelos são raros, mas quando veem, sai de baixo! Já tive pesadelos tão reais, mas tão reais, que acho que se por acaso eu sofrer um acidente de avião e for a única sobrevivente, ou se eu levar um tiro fugindo da polícia dentro de uma floresta, ou se eu me jogar de um prédio muito alto já vou saber exatamente as sensações!
Mas nas últimas duas semanas os pesadelos teem sido frequentes. Começou na casa da minha mãe, quando acordei no meio da noite porque tinha sonhado que uma mulher me estrangulava. Um pesadelo muito louco! Eu tava lá escovando os dentes, quando de repente alguém cutuca o meu ombro, eu me viro e do nada tem uma mulher com mó cara de morta atrás de mim e ZÁZ(gibi feelings!) agarra no meu pescoço! E eu lá, sem poder gritar, um horror ( a mulher era a cara da Samara daquele filme de terror!)
Outro dia era um espírito que gritava e as crianças acordavam chorando. Eu tava num lugar que parecia um hospital com um monte de crianças dormindo quando de repente aparecia o espírito de um homem dava um grito, emanava uma luz e as crianças acordavam chorando, como se estivessem sentindo alguma dor, horrível! credo!
O último foi o pior, era como se eu estivesse morta, mas consciente, e indo pra um lugar onde iam como vou dizer, dissecar o meu corpo. Serio. E o processo começava e eu lá, consciente, vendo tudo! Creeeeeedo!
Peeeeeor é que quando eu tenho pesadelos muito sinistros assim, eu tenho que acordar quem estiver do meu lado, e como nos últimos anos é Marido que tem dormido comigo todos os dias, já paguei esse mico algumas vezes, e lá vai a minha imagem de Mulher-forte-decidida-que-não-tem-medo-de-nada pelo ralo!
Aí fui contar pra minha mãe sobre os pesadelos e ela com toda a sua misticidade latente virou pra mim e disse: -É mal olhado, inveja!
(minha mãe é meio bruxa, lembro de quando éramos criança e ficávamos gripadas ela fazia um chá num caldeirãozinho, com mil coisas e folhas dentro, um negócio intrágável! Pegava o chá, um comprimido de coristina D (favor pagar mercham) dava pra gente e plim! A gripe desaparecia! E vai dizer pra ela que não era o chá que curava!) Ela pressente coisas, vê coisas...
Ela: -Conta pra alguém que ele não se torna real nunca! (Por isso que eu tô contando aqui pra vocês, quanto mais gente ouvir/ler melhor né? Mais garantido! hehehe)
E eu: -Mais inveja do quê Deus do céu? Da minha beleza de Miss Venezuela? Dos meus cabelos lisos e brilhantes de comercial de Xampu? Da minha vida rica regada a caviar, que eu nunca vi, nem comi, só ouço falar? Dos meus livros publicados? Das minhas capas de revista?
Então, se você, anda me mandando algum mal olhado, ou sem motivo algum anda tendo inveja da minha pessoa, favor " desmal-olhar" e "desinvejar", pleeeease! rs!

Nenhum comentário:

 
Web Statistics